• Carol Capel

Alice do Filme Alice no País das Maravilhas estava sob influência de drogas!


Qual a semelhança entre o Papai Noel, o Super Mario Bros e a Alice no País das Maravilhas?

Um belo dia eu e Marcelo resolvemos fazer uma trilha na cadeia nacional do Tatra, uma das cordilheiras mais famosas do mundo e certamente a mais perigosa do mundo.

A trilha como um todo dura mais ou menos duas horas, são 12 kilômetros na subida, num frio de -2 graus, escalando uma montanha para chegar ao famoso Morskie Oko.

Ah Carol, nunca ouvi falar nesse lugar.

Tá tudo bem. Nunca pode ter ouvido, mas saiba que ele é um lago que é patrimônio da Unesco e um dos maiores lagos da Polônia.

Chegamos ao Morskie Oko mortos. Afinal de contas nós somos ou não somos o bichão doido?

Mas teve uma coisa que nos chamou muito mais atenção nessa viagem toda e não foi o lago, nem as cordilheiras, nem a subida e nem o tal do lago.

Foi sim, a presença de um cogumelo durante o trajeto no meio do mato. Eu, nunca na vida tinha visto um cogumelo desses, ele era igual aquele do mário sabe?

Esse daí que passou… passou e já foi também…

Eu pensava que esse cogumelo só existia em desenhos, só existia no jogo do Mário, mas não!


Qual a semelhança entre o Papai Noel, o Super Mario Bros e a Alice no País das Maravilhas?


Amanita muscaria é um cogumelo da família Amanitacea, do gênero Amanita. Originalmente oriundas do hemisfério norte, onde são encontradas em florestas de clima temperado e boreal, hoje em dia já são encontradas em países do hemisfério sul, normalmente cultivadas em conjunto com pinheiros. Sua morfologia é característica: são pequenos (entre 5 e 20 centímetros de altura), com um estipe (caule) branco e píleo (chapéu) avermelhado com pequenas marcas brancas ou amarelas.

São fungos tóxicos, havendo casos de mortes causadas pela ingestão de aproximadamente 15 píleos, sendo que em algumas culturas, a Amanita sp. é utilizada como alimento após processo de fervimento. Sua toxicidade é associada a seu potente efeito alucinogênico.

As principais substâncias alucinógenas presentes nessa espécie são o muscimol e o ácido ibotênico. Dentre os principais efeitos alucinogênicos destacam-se: alucinações sinestésicas (mistura de sensações perceptivas – por exemplo: ouvir uma cor ou ver um gosto) e alucinações visuais como micropsia e macropsia (objetos ao redor se tornar menores ou maiores, respectivamente).

No jogo Super Mario Bros, o Super Mushroom é o mais conhecido de todos: vermelho com bolinhas brancas, que, em geral, faz quem pegá-lo dobrar de tamanho. Pode ser encontrado em blocos “?” e até “Brick Blocks”. Já em jogos da série Mario Kart, o Super Mushroom faz o jogador ganhar um turbo instantâneo.

Nas ilustrações do livro Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carrol, Alice aparece em determinado momento, conversando com uma lagarta que está estendida sobre o chapéu de um Amanita muscaria enquanto fuma um narguilé, em visível insinuação psicodélica. Neste momento, Alice conta à lagarta sobre sua crise de identidade relacionada com as mudanças de seu tamanho. A lagarta então revela que a ingestão de um dos lados do cogumelo a faz crescer, enquanto que a ingestão do outro lado a faz diminuir. Alice experimenta os dois lados do cogumelo e sofre primeiro uma diminuição e depois um aumento de seu tamanho.

Então sim gente, Alice no País das Maravilhas é um filme que faz apologia à drogas.

As obras Alice no País das Maravilhas e Dorothy e o Mágico de Oz , apesar de serem de autores diferentes , possuem semelhanças berrantes .

As duas meninas saem da realidade , se perdem num mundo imaginário e precisam atravessar caminhos estranhos .

Alice precisa seguir o caminho dos tijolos amarelos e Dorothy necessita trilhar uma estrada de tijolos amarelos , também .

A mensagem subliminar , aqui é que estes caminhos estranhos que as duas garotas seguem , nada mais é do que a passagem da infância para a adolescência .

Segundo alguns esotéricos a cor amarela é a cor da descoberta , das surpresas , das alegrias e dos perigos jamais imaginados .

As semelhanças entre as duas não param por aí , é só notarmos as roupas que elas vestem : vestidos do final do século dezenove .

Mensagens Subliminares

A obra Alice no País das Maravilhas faz uma apologia às drogas , de uma forma bem disfarçada . Isto fica claro quando a menina come cogumelos para mudar de tamanho . Como todos sabemos , existem cogumelos alucinógenos em várias partes do mundo .Sem falar , na lagarta que fuma um tipo de haxixe em cima de um cogumelo.

Mas agora vem a melhor parte, você sabia que cada um dos personagens do filme Alice no País das Maravilhas foi criado para jogar um shade em uma parcela da sociedade?

A Rainha malvada , na obra Alice no País das Maravilhas , significa todo o tipo de ditadura .

O personagem Chapeleiro Maluco é uma crítica aos ingleses tradicionais da época vitoriana , que não deixa de ser uma crítica à sociedade daquele período . Pois , ele ficou tão preso às tradições a ponto de enlouquecer . Afinal , no seu relógio são sempre cinco horas da tarde , hora do tradicional chá das cinco da Inglaterra .

O coelho apressado representa o proletariado explorado e oprimido , que é sempre ameaçado pelo patrão .

O gato listrado que fala mentiras , aparece e desaparece é a alegoria do demônio . Pois , o diabo é mentiroso , engana e se disfarça de criatura mansa para despistar os outros seres .

Tanto no Super Mario Bros quanto no livro Alice no País das Maravilhas podemos observar alusões claras aos efeitos de macropsia e micropsia da Amanita sp. Mas e o Papai Noel, o que ele tem a ver com isso tudo?

Culturalmente, a Amanita sp. foi utilizada num contexto religioso e medicinal por xamãs que viviam na região da Sibéria, no entanto, pessoas comuns também faziam uso num contexto recreativo. Há também relatos do uso de Amanita sp. por outros povos como os Lapões e os Vikings.

Em relação aos Vikings, apesar do escasso número de evidências e da maior parte dos argumentos serem baseados em teses de historiadores, a relação entre esse povo nórdico e a Amanita sp. é muito interessante. Segundo relatos, o uso desse cogumelo era feito em duas ocasiões: a primeira seria para aguentar os longos períodos sem Sol, no qual muitas pessoas acabavam desenvolvendo depressão e quadros graves de ansiedade (inclusive esse fenômeno perdura até hoje em países nórdicos). Sendo assim, os Vikings consumiam a Amanita sp. para que, pelo menos, durante o estado de “embriaguez”, vivessem em “paraísos artificiais” melhores que sua realidade. O segundo motivo seria mais voltado para a guerra. Os vikings, antes de irem para batalha, ingeriam bebidas feitas a partir da Amanita sp. para que entrassem num estado de frenesi (berserk), tornando-os mais violentos e mais resistentes à dor, consequentemente, mais assustadores para seus inimigos.

No caso dos povos antigos da região da Sibéria, a época do natal que conhecemos marcava o solstício de inverno para eles, período no qual ocorriam os rituais de celebração de término de um ciclo e o início de um novo. A ingestão de cogumelos Amanita sp. era comum durante os rituais, por proporcionar o contato com o mundo espiritual devidos aos seus efeitos alucinógênos.

É interessante mostrar que a origem Siberiana do Papai Noel pode ter surgido nessa época, dentro dos rituais xamãnicos de uma tribo conhecida como o “Povo das renas”. Para os povos Siberianos, as renas eram consideradas importante fonte de alimento, vestimenta e até sagradas por algumas tribos. Durante o transe induzido pelo consumo da Amanita sp., os xamãs relatavam ter a visão de espíritos voando em trenós de renas.

A lenda conta que ao se alimentarem de renas que haviam ingerido Amanita sp., alguns caçadores tiveram uma visão coletiva de um homem vestido de vermelho e branco (cor do cogumelo), voando em um trenó de renas. Portanto, a lenda do Papai Noel teria surgido a partir de uma visão coletiva de homens que consumiram Amanita sp.

O impacto do uso desses cogumelos sobre a evolução do ser humano ainda não pode ser quantificado, mas podemos observar que a busca por estados alterados de consciência sempre fez parte da vida do ser humano e que o resultado desse processo, pode ser visto sob diversos ângulos dentro de nossa própria cultura.

ANÚNCIOS
ASSINE NOVIDADES
INSCREVA-SE!